Automóveis dos anos 60



"VOLKSWAGEN 1600"


Mais um clássico nacional dos anos 60: o sedã Volkswagen 1600, que a montadora chamava de"irmão maior do Fusca" (uma estratégia de marketing para aproveitar o bom conceito daquele carrinho).


Foi lançado no Salão do Automóvel de São Paulo realizado no final de 1968 (junto com outras novidades que tiveram vida muito mais longa: o Ford CORCEL e o Chevrolet OPALA).

Técnicos brasileiros e alemães trabalharam no projeto durante quase 3 anos.

Ficou conhecido mais pelo apelido "ZÉ DO CAIXÃO" que pelo próprio nome. Isso tinha uma explicação: suas formas retas lembravam um caixão de defunto (e o "ZÉ" do cinema, até hoje conhecidíssimo, estava vivendo seu apogeu). Além disso, diziam que as três alças junto ao teto também remetiam a um ataúde (línguas venenosas!!!).

Algumas de suas características: motor de 4 cilindros, tração traseira, câmbio de 4 marchas pra frente sincronizadas, lotação de 5 pessoas, vel. máxima de 130 km/h, freios dianteiros a disco e a tambor nos traseiros.

A brusca queda nas vendas decretou seu fim, em 1971, após produção de quase 25.000 unidades. Suas 4 portas o haviam tornado sinônimo de táxi (os taxistas gostavam muito dele justamente por isso) para o pessoal da época. Pura bobagem. Era um carro muito bom.

BUICK "RIVIERA"




fabricado de 1963 a 1999 pela mais antiga montadora americana em atividade: a Buick, uma divisão da General Motors.

Esse cupê enorme, potente e luxuoso foi criado para concorrer com o então bem-sucedido Ford Thunderbird e vendeu mais de l milhão de unidades em toda a sua longa vida (teve 8 "gerações").

O Riviera não foi o resultado de transformações e melhorias em carro já existente. Tudo nele foi concebido especialmente para ele. Ficou na História como uma obra-prima da indústria automobilística americana.

"BRASINCA UIRAPURU-4200 GT"



clássico em nossa história. Só que não se trata de mais um antigo de fabricação americana, francesa, italiana, etc. Mas sim de um ... brasileiro! Trata-se do "BRASINCA UIRAPURU-4200 GT". Não o conheceu? Não se preocupe, pois existiu para um público muito restrito (foram produzidas pouco mais de 120 unidades).

Foi fabricado nos anos de 1965 e 1966 pela empresa genuinamente nacional "Brasinca - Ferramentas, Carrocerias e Veículos S/" (que não mais existe). O "Uirapuru" era um esportivo com estrutura feita especialmente para ele e com carroceria de aço (ao invés de fibra de vidro, como alguns outros tipos também de fabricação "artesanal").

O motor era o mesmo do caminhão "Chevrolet Brasil" e o cambio tinha 3 (depois 4) marchas. No capô longo destacava-se a "imponente" tomada de ar. O vidro traseiro era enorme. O painel era revestido de jacarandá. Seu farol redondo (no início) era muito criticado e, em 1966, passou a ser retangular.

Nas peças publicitárias ele era apresentado como um "puro-sangue" para pessoas de exigente bom gosto: potente, elegante e de alta performance.


Pesquisa e montagem: JF Hyppólito
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...